Arquivo da categoria: Uncategorized

o pinhal

Eu tinha uns nove. Ela dezesseis. Era irmã de um guri da turma da praia do Pinhal, onde a gente passava as férias. Não lembro o nome dela. Nem do irmão. Lembro que eu deitava ao lado dela, na rede, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

intercâmbios da alma

Recebi uma visita incrível. Uma jovem de 17 anos, estudante, acaba de voltar de Portugal onde terminou o ensino médio. Inteligente, descolada, simpática, com uma energia de quem tem a vida nas mãos e muito por fazer. Conversamos um pouco … Continuar lendo

Publicado em "Time and a word", Colegas e amigos, Um tempo, um lugar, Uncategorized | 3 Comentários

O que se diz nas redes sociais

http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-1edicao/videos/t/curitiba/v/parana-tv-encerra-com-mensagem-de-respeito-as-diferencas/4280602/

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

namoro um computador (por almôndegas, eternos)

“O progresso engoliu a nossa paz e a teia engoliu a própria aranha” (Almôndegas, os indestrutíveis)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

fim do sonho carnaval

http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-1edicao/videos/t/curitiba/v/apos-termino-do-carnaval-hora-de-voltar-a-rotina/3975035/

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

ficar ali

Não, eu não preciso da vastidão do mar em apneia. Tampouco o bungee jump na vertical da ponte suspensa. Nem me arvoro a querer tudo o que a terra pode me dar, sem que eu precise plantar. Hoje eu prefiro … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Cloud

Em um tempo, era nuvem passageira. Bastava um vento… A fragilidade não era questão a ser considerada. Hoje vital. There was a time when…. a gente só queria se divertir. E fazer, porque fazer era motivo de crescer. Hoje não. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Incriveland

Incrível. Só essa palavra pra definir o rapto de três mulheres há dez anos e o aprisionamento delas pelo motorista e músico (!) Ariel Castro, o maluco com a maior cara de doido que já se viu. A história foi … Continuar lendo

Publicado em Um tempo, um lugar, Uncategorized | Marcado com , , | 1 Comentário

toda saudade

Saudade de fazer o que ainda não fiz. Saudade de viver o que ainda não vivi. Saudade de mim quando ainda acreditava que havia tempo pra sonhar.

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Para que serve a utopia? (O direito ao delírio)

Nesta entrevista, o escritor uruguaio Eduardo Galeano lê um texto seu primoroso, intitulado “O direito ao delírio”. Ele começa citando seu amigo, o cineasta argentino Fernando Birri, que deu uma resposta contundente para a pergunta: para que serve a utopia? … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário