Arquivo do mês: julho 2012

Medalha de axé no peito

Anúncios

Publicado em "Time and a word", Trilho sonoro | Deixe um comentário

Não serei nem terás sido

Gastei algumas horas com o joystick na mão jogando River Raid. Os filhos eram pequenos, mas já conseguiam manejar a alavanca e o botão, que empurravam a gente pra frente num cenário gráfico de labirintos com aquele som característico de … Continuar lendo

Publicado em "Time and a word", Dasantiga, Trilho sonoro | Deixe um comentário

Sertão

“E, a alma, o que é? Alma tem de ser coisa interna supremada, muito mais do de dentro, e é só, do que um se pensa: ah, alma absoluta!” “Sertão. Sabe o senhor: sertão é onde o pensamento da gente … Continuar lendo

Publicado em "Time and a word", Um tempo, um lugar | Deixe um comentário

hit da saudade

Publicado em "Time and a word", Trilho sonoro | Deixe um comentário

“Se a gente não vê, não há” (duas do Gil)

“Não se incomode O que a gente pode, pode O que a gente não pode, explodirá A força é bruta E a fonte da força é neutra E de repente a gente poderá” (Gilberto Gil, Realce) “O luar… Do luar … Continuar lendo

Publicado em "Time and a word", Trilho sonoro | Deixe um comentário

Flores que a gente reggae (tô cansado de esperar)

Pra encarar os malas, os que prometem em vão coisas que nunca farão, pra exorcizar os males, pois assim nunca virão, pra nos livrar dos falsos, dos arrogantes, que arrotam o pão, o milhão, e não se dão ao trabalho … Continuar lendo

Publicado em "Time and a word", Trilho sonoro, Um tempo, um lugar | Deixe um comentário

Na mira dos insanos

O atentado que matou 12 pessoas e feriu 59 no cinema de Aurora no estado americano do Colorado, no último dia 20 de julho, trouxe novamente à luz um drama da civilização. Os EUA tem mais armas do que gente. … Continuar lendo

Publicado em "Time and a word", Um tempo, um lugar | Marcado com , , , , | Deixe um comentário