O Caburaí por Platão Arantes

Acabo de receber email do Platão Arantes, com as seguintes observações:

“De acordo com o Ministério das Relações Exteriores e a Comissão Demarcadora de Limites, o Marechal Cândido Rondon Rondon nunca demarcou fronteira! Sua vinda a essa região se deu em função dos índios!”

Quanto ao escritor Henri Charriére, diz Platão: “Henri Charriére nunca foi célebre na realidade ele foi o maior farsante da literatura mundial”. E Platão ainda contribui com este link: http://plataopapillon.com.br/papillon/index.php?option=com_content&task=view&id=1&Itemid=1

Platão continua: “Sobre Papillon também compus uma letra mostrando todo seu sofrimento”: http://www.youtube.com/watch?v=1sAh3_WKmGY&feature=relmfu

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word", Meio ambiente, Um tempo, um lugar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s