O teatro da reforma agrária (além fronteira)

Primeiro ato:
O ministro chefe da Casa Civil do Paraguai, Miguel Angel López Perito, disse hoje que a questão da propriedade de áreas agrícolas vai ser decidida pela Justiça paraguaia. E reconheceu que há uma pressão interna muito grande dos grupos camponeses por uma redistribuição da terra, sob a alegação de que existem muitos títulos falsificados. López Perito garantiu que o governo vai manter a ordem e a segurança nas áreas de conflito.

Segundo ato:
Um grupo de policiais da tropa de choque se deslocou da capital Assunção para Tape Porã, no norte do Paraguai, a 70 quilômetros da fronteira. Se você adivinhou que eles foram cumprir uma ordem da Justiça paraguaia de reintegração de posse de terras cultivadas por agricultores brasileiros e seus descendentes, acertou! A ordem judicial é em favor de um ex-coronel paraguaio. Os brasileiros tem documentos de compra destas áreas há mais de 25 anos. A Justiça paraguaia diz que os documentos estão em duplicidade.

Terceiro ato:
Não há mais necessidade de pressão por parte dos “carperos”, os sem-terra de lá. E nem de qualquer posicionamento do governo de Lugo. A Justiça paraguaia vai resolver tudo, “no papel”. Que ninguém espere qualquer retaliação ou atitude mais firme do governo de Dilma.

Esse post foi publicado em "Time and a word", Um tempo, um lugar e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O teatro da reforma agrária (além fronteira)

  1. Pois é meu querido Parracho!! já se foi o tempo em que a gente falava: – NO BRASIL ACONTECEM COISAS QUE NO PARAGUAI DÁ CADEIA. Não dá mais rsrsrsr
    abs

Deixe uma resposta para Cacá de Souza Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s