O teatro da reforma agrária (além fronteira)

Primeiro ato:
O ministro chefe da Casa Civil do Paraguai, Miguel Angel López Perito, disse hoje que a questão da propriedade de áreas agrícolas vai ser decidida pela Justiça paraguaia. E reconheceu que há uma pressão interna muito grande dos grupos camponeses por uma redistribuição da terra, sob a alegação de que existem muitos títulos falsificados. López Perito garantiu que o governo vai manter a ordem e a segurança nas áreas de conflito.

Segundo ato:
Um grupo de policiais da tropa de choque se deslocou da capital Assunção para Tape Porã, no norte do Paraguai, a 70 quilômetros da fronteira. Se você adivinhou que eles foram cumprir uma ordem da Justiça paraguaia de reintegração de posse de terras cultivadas por agricultores brasileiros e seus descendentes, acertou! A ordem judicial é em favor de um ex-coronel paraguaio. Os brasileiros tem documentos de compra destas áreas há mais de 25 anos. A Justiça paraguaia diz que os documentos estão em duplicidade.

Terceiro ato:
Não há mais necessidade de pressão por parte dos “carperos”, os sem-terra de lá. E nem de qualquer posicionamento do governo de Lugo. A Justiça paraguaia vai resolver tudo, “no papel”. Que ninguém espere qualquer retaliação ou atitude mais firme do governo de Dilma.

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word", Um tempo, um lugar e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O teatro da reforma agrária (além fronteira)

  1. Pois é meu querido Parracho!! já se foi o tempo em que a gente falava: – NO BRASIL ACONTECEM COISAS QUE NO PARAGUAI DÁ CADEIA. Não dá mais rsrsrsr
    abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s