Os coqueiros vão crescer

Uma ideia, um novo negócio, um projeto, uma caminhada ou apenas um pensamento. Por mais tímidos ou ambiciosos que sejam, há sempre um começo. As ondas que chegam à praia trazem algo de monótono mas também de inesperado. Invadem a areia quase em câmera lenta e sobem com força na maré cheia. Vem conchas, caranguejos, pedras, objetos um dia jogados, num outro lugar distante. O barco inicia a remada e lança à água a rede esperançosa. Fator de inegável sucesso dos empreendimentos, esta esperança. O mar, para mim, traz o que já é sabido, mas também sempre um novo aprendizado. Como pensar sobre coisas postas, algumas ainda indecifráveis e não chegar a conclusão alguma. Os coqueiros vão crescer. E, tão previsível quanto a noite que chega, vão dar cocos um dia. Se alguém não os plantasse, não cresceriam. Volto ao começo pra tentar entender o que está por vir. Apenas sinto que o sol me faz companhia. E aquece a esperança de novos tempos. O coco, em seu oco interior, já começa a engendrar a água que, amanhã, vai me matar a sede.

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word". Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s