Barbárie jovem

Vítor Suarez Cunha tem 21 anos. Caminhava por uma rua da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, com um amigo quando viu um grupo tentando agredir um mendigo. O amigo saiu em defesa do morador de rua. Mas o grupo resolveu agredir Vitor. Mesmo caído, ele foi chutado várias vezes no rosto. Teve várias fraturas sérias nos ossos da face. Hoje, foi operado depois de receber oito placas de titânio e 63 parafusos no rosto. Dois dos agressores, um de 20 e outro de 23 anos, estão presos. Um de 18 anos está foragido. E a polícia procura outros dois. Cinco jovens bárbaros, que usaram a violência duas vezes: uma contra um mendigo indefeso, outra contra um rapaz que tentou defendê-lo. Pelas fotos e imagens da tv, parecem pessoas da classe média, que tem onde morar e devem estar na escola ou na universidade. Agiram como uma gangue de bandidos.

Que punição terão estes jovens? Eles vão ficar presos? Por quanto tempo? Qual a justificativa para tanta fúria? Foram tão agressivos (ou covardes) porque estavam em grupo? Por que agredir um mendigo? Não tinham nada mais interessante pra fazer? Os advogados vão alegar insanidade mental?

A agressão absurda reflete uma violência gratuita, embora eu não acredite em violência justificada. Pode ser consequência, também, de uma falha na educação ou a falta dela. A falta da convicção de que é preciso saber respeitar qualquer pessoa, seja um nobre ou um mendigo. A falha em desenvolver um caráter reto, em criar e manter valores simples, como a convivência pacífica com as diferenças. Casos como este deveriam ser motivo para a sociedade refletir. O que estamos fazendo com os nossos filhos? Como pretendemos combater a violência que atinge a todos? Espero que a resposta não seja condescendente  com a barbárie.

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word". Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s