Quando a esperança renasce

Antes (março de 2011)

Agora (janeiro de 2012)

A comunidade do Rio Sagrado de baixo, em Morretes, foi inundada na enchente de março de 2011. Muitos moradores tiveram as casas alagadas, perderam tudo. De lá para cá, foi um período de muito trabalho, de recuperação. E aí, entraram em cena os amigos, voluntários que trouxeram ajuda, doações, mas principalmente solidariedade. Com esse apoio, eles se reergueram, recuperaram parte dos prejuízos.

Dia 21 de janeiro deste ano, eles puderam comemorar a reconstrução, o renascimento da esperança. No casamento de Alexsandro e Izoléia, a comunidade festejou a alegria, a união dos dois, que representa a união de todos que vivem ali, amigos, vizinhos, parentes. A festa foi organizada com a colaboração de voluntários. Cada um fez uma parte. A festa foi linda. Tudo decorado com simplicidade e muito capricho. A vida ganha outras cores quando se tem amigos.

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word", Um tempo, um lugar. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Quando a esperança renasce

  1. Elisa disse:

    Olá Fernando Parracho! Parabéns por dedicar o seu tempo para contar o lado observado por você . Esta é a melhor parte do jornalismo, conhecer histórias incríveis, aprender com isso e o melhor, poder contar e servir de exemplo a todos. Realmente “A vida ganha outras cores quando se tem amigos” – deve ser o melhor presente que a vida nos dá.
    Abços
    Elisa Gabriela Slovinski

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s