A chave da partida (por Cidade Negra). Já foi.


Canções, nossa trilha sonora que aqui eu chamo de “trilho sonoro”, ideia de caminho, que se segue pra frente, deixando estações para trás. Vida que se conquista a cada metro percorrido. O que se passa, o que já foi. Se vai voltar, ninguém sabe. Esta, em especial, é outra daquelas em que as palavras ganham novo significado. Já foi. Expressão que encerra algo que ainda não sei bem o que é, mas que vai se definindo com clareza cada vez maior como aquilo com que não dá mais pra conviver. Como aquela situação que esgotou o tempo, o espaço, a necessidade, foi além de tudo o que poderia ser razoável. Pode ser o velho “já era”, “o eterno é”, como diz o mestre Gilberto Gil. Aquilo que assume formas novas e diferentes a cada minuto, a cada novo despertar. Hoje é o primeiro dia de um novo trilho, sim. O resto, já foi. O que vier, será. “Não adianta achar a chave da partida, se você não está disposto a correr…”

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word", Trilho sonoro. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para A chave da partida (por Cidade Negra). Já foi.

  1. claudia disse:

    Lindas palavras Parracho, por isso é que te admiro cada vez mais! Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s