O almíscar das emboscadas

meu nome é passado
um caminho distante
os sonhos de agora
nasceram bem antes

eu venho de um tempo
que eu mesmo invento
quando acordo, caminho
e tudo renasce como se já fora

passos pelas trevas
de uma noite eterna
eternamente escura
séculos de alegria e agrura

já devo ter sido
algum oleiro, pescador
navegante, criador
de fragrâncias

outras existências
foram mesmo fatais
sem descanso, uma procura
enfrenta pestes, temporais

perfumes de enganos
venenos profanos
o almíscar das emboscadas
o risco das escaladas

foram sempre o destino
deste velho
desde menino
pequeno guerreiro

de louca sobrevida
na fronteira do erro
na linha torta, atrevida
por onde me esgueiro

em busca do sempre
ao norte do quando
for a vez
de seguir caminhando

Anúncios
Esse post foi publicado em "Time and a word". Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s